Classificação de Resíduos e Efluentes 


Você sabe da importância de se conhecer os resíduos gerados pela sua empresa? Determinados tipos de materiais precisam ser selecionados, tratados e descartados adequadamente. Os resíduos gerados pelo seu empreendimento podem ser do tipo físico, químico ou biológico e as suas características serão determinantes para a escolha do tratamento mais adequado e mais economicamente viável. 
A Hidroplan conta com um time de profissionais capacitados que podem ajudar você nessa questão. Fique conosco até o fim do artigo para saber mais!
 
O que é Gestão de Resíduos?


A Gestão de Resíduos envolve o mapeamento de todos os processos de uma empresa, e a análise dos resíduos gerados por cada processo, assim como a sua classificação e quantificação, armazenamento e identificação até a sua destinação final.
No Brasil temos uma legislação ambiental rigorosa e um mercado cada vez mais exigente e preocupado com o meio ambiente, fatores estes fundamentais para que a sua empresa busque o tratamento mais adequado de resíduos gerados. Para ajudar as empresas e seus responsáveis com a gestão de resíduos, foi estabelecida a norma NBR 10004/04 da ABNT, que  dispõe sobre a classificação dos resíduos sólidos quanto aos seus riscos potenciais ao meio ambiente e à saúde pública para que os resíduos possam ser gerenciados adequadamente. 


 

Classificação de Resíduos: classes I e II
 
Resíduos Classe I – Perigosos: são aqueles que apresentam periculosidade e características como inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade e patogenicidade. Exemplo desses materiais:
Lâmpadas fluorescentes;
Pneus inservíveis;
Pilhas e baterias;
Embalagens de agrotóxicos.

 

Resíduos Classe II A – Não Inertes: São aqueles que não se enquadram nas classificações de resíduos classe I - Perigosos ou de resíduos classe II B – Inertes, como:
Restos de alimentos;
Materiais têxteis;
Fibras de vidro;
Lama proveniente de sistemas de tratamento de água;

Os resíduos classe II A – Não inertes podem ter propriedades, tais como: biodegradabilidade, combustibilidade ou solubilidade em água.


Resíduos Classe II B – Inertes:  são um tipo de material que quando em contato com água, não sofrem transformações físicas, químicas ou biológicas, mantendo-se inalterados por um longo período de tempo. Exemplos desses materiais:
Sucata de ferro;
Vidros;
Plásticos;
Borrachas;

Uma imagem contendo instrumento, no interior, material de papelaria, livro

Descrição gerada automaticamente

Os resíduos perigosos deverão ter tratamento especial devido às suas características. Enquanto os resíduos não inertes não devem ser descartados de qualquer forma, pois podem causar impactos ambientais negativos.
O nosso time está capacitado para auxiliar a sua empresa a identificar os tipos de resíduos e classificá-los de acordo com a norma, sendo capaz de buscar a melhor solução para o seu empreendimento.

 

O que são efluentes?

Os efluentes são geralmente produtos líquidos produzidos pelas indústrias ou são resultado dos esgotos domésticos que são lançados no meio ambiente, podendo ser tratados ou não.
Para o tratamento de efluentes contamos com a Resolução nº 430, de 13 de maio de 2011, a qual classifica os corpos de água, traçando diretrizes ambientais, e também estabelece condições para o lançamento de efluentes. É de extrema importância seguir as normas e diretrizes para descarte de efluentes pois estes não poderão conferir ao corpo receptor características de qualidade em desacordo com as metas obrigatórias progressivas, intermediárias e final, do seu enquadramento.
 
O objetivo final do tratamento é a retirada da carga poluidora, devolvendo ao meio ambiente o efluente tratado em condições próprias para o retorno aos corpos hídricos. Esse processo é feito através de Estação de Tratamento de Esgotos (ETE), ou até mesmo por indústrias que utilizam de tecnologias para o tratamento e reuso da água de efluentes industriais e aproveitamento das águas pluviais.  

 

Mas qual seria o melhor tratamento para cada tipo de resíduo?

 

Primeiramente para tratar os resíduos sólidos e buscar a melhor solução, deve-se classificá-los e então a partir disso apontar qual seria o melhor tratamento e destino destes materiais. 
 
Nossa empresa busca estratégias e soluções integradas às práticas sustentáveis, e conta com um time de especialistas com experiência e conhecimento para desenvolver e fornecer soluções inovadoras, ambientalmente corretas e legalmente compatíveis para mitigar os desafios atuais de gerenciamento de resíduos e efluentes, pautados nas questões regulatórias.
 
A principais ações realizadas pela nossa empresa para tratamento de resíduos e ou efluentes são:

  • Auditorias de geração de resíduos e estratégias de minimização
  • Reciclagem e compostagem
  • Reuso
  • Planos e programas de gerenciamento de resíduos e efluentes (PGRS)
  • Sistemas de tratamento físico, químico e biológico
  • Avaliação de tecnologias e estudos de viabilidade
  • Classificação de resíduos e efluentes
  • Projetos, operações e planos de descomissionamento
  • Programas de monitoramento de conformidade
  • Logística reversa
  • ​CADRI

 
A HIDROPLAN é uma empresa preocupada com o meio ambiente e a sustentabilidade dos recursos naturais, por isso buscamos minimizar os impactos ambientais através do nosso trabalho, buscando garantir que nossa prestação de serviços proporcione às empresas a minimização dos impactos originados por estas sem causar danos ao meio ambiente. 
 
Para quaisquer dúvidas, contate nossos profissionais para buscar a melhor solução para seus resíduos.
 

Referências:
Norma NBR 10004/04 da ABNT, https://analiticaqmcresiduos.paginas.ufsc.br/files/2014/07/Nbr-10004-2004-Classificacao-De-Residuos-Solidos.pdf. Acesso em 14 de agosto de 2021.
Resolução Conama nº 430, de 13 de maio de 2011.http://conama.mma.gov.br/. Acesso em 14 de agosto de 2021.